De repente, resolve escrever tudo que lhe vem à mente. Saem palavras bonitas todas reunidas num texto sem nexo e razão. O que importa a razão se o amor se confunde com a emoção e se perde na ignorância de amar até quem mal lhe faz e nem lhe dá atenção? As palavras podem ser vazias. As frases sem nexo, Mas que importa a forma? Versos até tentam, Mas nao traduzem o sentimento. Os poemas aqui postados nao sofreram alteração, a escrita é original. Escritos de outros, identificado em Marcadores.
Escrevo o que penso. Às vezes, sem nexo, sem eixo, sem sul nem norte, mas seja bem vindo, fique à vontade, leia... comente... e seja um seguidor.







Seguidores

29/09/2011

SAUDADE


Onde foste?
Fez-me acreditar que estarias sempre junto a mim.
Distante, me deixas a sofrer.
Não quero sentir o toque frio da solidão
Nem ouvir a triste voz da imensidão.
Se perto me dás alegria e prazer
Longe me deixas a morrer.
Sem ti,
Cada dia um pouco de mim desfalece.
Ensinaste-me a te querer tanto bem.
Por favor, volte logo
Quero-te junto a mim, vem!


Um comentário:

*Patricia* disse...

Lindo poema, saudades doi demais.